Arq Bras Neurocir
DOI: 10.1055/s-0036-1583935
Original Article | Artigo Original
Thieme Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Traumatismo cranioencefálico por colisão automobilística e alcoolismo no Piauí

Traumatic Brain Injury by Traffic Accidents and Alcoholism in Piauí
Benjamim Pessoa Vale
Neurocirurgião e Neurocirurgião Endovascular, Instituto de Neurociências, Teresina, PI, Brasil
Coordenador do Projeto Pense Bem, Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, São Paulo, SP, Brasil
,
Juçara Gonçalves de Castro
Fisioterapeuta especialista em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional, Faculdade Integral Diferencial, Teresina, PI, Brasil
,
Marx Lima Barros Araújo
Neurologista especialista em Neurorradiologia, Intervencionista do Instituto de Neurociências, Teresina, PI, Brasil
,
Herb Barrêto de Morais
Acadêmico de Medicina, Faculdade Integral Diferencial, Teresina, PI, Brasil
,
Lívio Pereira de Macêdo
Acadêmico de Medicina, Faculdade Integral Diferencial, Teresina, PI, Brasil
› Author Affiliations
Further Information

Publication History

11 January 2016

06 April 2016

Publication Date:
23 May 2016 (eFirst)

Resumo

Objetivos Este estudo teve como objetivo conhecer a relação entre a ingestão de bebidas alcoólicas e a incidência de traumatismo cranioencefálico (TCE) grave com lesão axonal difusa (LAD), determinando esses índices, verificando comorbidades adquiridas e caracterizando o perfil das pessoas, segundo gênero, idade e raça/cor, além das características da colisão (veículo, turno, dia da semana e local), em pessoas admitidas em um hospital de urgência de Teresina.

Métodos Analisaram-se dados contidos em prontuários de pacientes admitidos com histórico de colisão automobilística e TCE grave em unidades de terapia intensiva, e baseados na ficha do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), no período de 28 de fevereiro a 28 de novembro de 2013.

Resultados No período da pesquisa, foram analisados duzentos indivíduos dos quais 54 (27%) haviam ingerido bebidas alcoólicas; destes, 11 apresentavam LAD. Em 17% da amostra havia a presença de LAD, no entanto, com dados ignorados a respeito da ingestão de bebidas alcoólicas.

Conclusão Considerando-se os dados, observou-se que o perfil do paciente vítima de traumatismo craniano é de homens pardos, com a maioria (53,5%) na faixa etária entre 15 e 30 anos de idade. As colisões ocorreram em sua maioria aos finais de semana e durante a noite (55%), e 89,5% envolviam motocicletas.

Abstract

Objectives This study aimed to know the relationship between alcohol consumption and the incidence of traumatic brain injury (TBI) with diffuse axonal injury (DAI), determining these indices, checking acquired comorbidities and characterizing the profile of the people, by gender, age and race / color in addition to the collision characteristics (vehicle, shift, day of the week and local) in people admitted to a Teresina emergency hospital.

Methods We analyzed data contained in medical records of patients admitted with a history of automobile collision and severe TBI in intensive care units, based on the urgency of the mobile service form (SAMU) in the period from February 28 to November 28, 2013.

Results During the study analyzed 200 individuals of which 54 (representing 27%) had consumed alcohol and of these 11 had DAI. And 17% showed DAI, however, with unknown data regarding the consumption of alcoholic beverages.

Conclusion Considering the data, it was observed that the profile of the head trauma victim patients are brown men, with most (53.5%) aged between 15 and 30 years old. The collisions occurred mostly on weekends and at night (55%). And 89.5% of those crashes involved motorcycles.