AIO 2012; 16(01): 091-095
DOI: 10.7162/S1809-48722012000100013
Original Article
Thieme Publicações Ltda Rio de Janeiro, Brazil

Intensity of noise in the classroom and analysis of acoustic emissions in schoolchildren

Intensidade do ruído produzido em sala de aula e análise de emissões acústicas em escolaresNelson de Almeida Filho1, Filipe Filletti2, Hiran Rocha Guillaumon2, Flavio Serafini3
  • 1Undergraduate student.
  • 2Graduate in medicine school.
  • 3PhD Professor and Chair of the Department of Oto-Rhyno-Laryngologyat Taubate University Hospital -UNITAU.
  • Institution: Taubate University-Medicine School. Taubaté / SP – Brazil.
Further Information

Publication History

01 June 2011

10 July 2011

Publication Date:
12 February 2014 (online)

Summary

Introduction: Noise-induced hearing loss is a sensorineural hearing loss, usually bilateral, irreversible and progressive with time of exposure. As the noise made by children in school may be considered detrimental, the study looks of their occurrence in Taubaté's schools.

Objective: To determine if students are exposed to noise intensity affecting the cochlea, define the profile of these schoolchildren, demonstrating the occurrence of changes in cochlear activity following exposure to noise in a day of class.

Method: Study's way prospective transversal cross sectional cut with 28 elementary school students in the first half of 2009. Questionnaires for assessing preexisting cochlear damage. Evaluation of cochlear function by analysis of acoustic emissions evoked distortion product, made before the students come into class and immediately after the end of these. Measurement of noise inside the classrooms and recreation areas during the interval.

Results: 57.1% accused some hearing loss in the examinations before class. By day's end, 04 girls and 03 boys had worsened in relation of the first examination. The noise reached levels higher than recommended at the three class rooms. The largest number of students with worsening, belong to the class room with higher noise level. The noise during the intervals is also excessive.

Conclusion: The noise in this school is above the limit. 42.85% of students who had experienced worsening had school performance inadequate. 25% had worse after noise exposure in a school day.

Resumo

Introdução: Perda auditiva induzida por ruído configura-se como perda auditiva neurossensorial, geralmente bilateral, irreversível e progressiva com o tempo de exposição. Como o ruído produzido por crianças na escola pode estar acima da intensidade considerada lesiva, o estudo verificou a ocorrência em escolas de Taubaté.

Objetivo: Aferir se escolares estão expostos a ruídos de intensidade lesiva à cóclea; definir o perfil destes escolares; demonstrar ocorrência de alterações na atividade coclear após exposição de um dia ao ruído do ambiente escolar.

Método: Forma de estudo transversal com 28 alunos do ensino fundamental no primeiro semestre de 2009. Questionários para avaliação de possível lesão coclear prévia. Avaliação da função coclear através da análise das emissões acústicas evocadas por produto de distorção, realizadas antes dos alunos entrarem em aula e logo após o final destas. Aferição do ruído dentro das salas de aula e em locais de recreação durante o intervalo.

Resultados: 57,1% acusaram alguma perda auditiva nos exames realizados antes das aulas. Ao final do dia, 04 meninas e 03 meninos tinham piorado em relação ao primeiro exame. O ruído alcançou valores maiores do que o recomendado nas três salas estudadas. O maior número de alunos com piora pertenciam à sala com maior nível de ruído. O ruído produzido durante os intervalos também está excessivo.

Conclusão: O ruído nesta escola esta acima do limite. 42,85% dos alunos que apresentaram piora tinham desempenho escolar insuficiente. 25% apresentaram piora após exposição aos ruídos em um dia letivo.